quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Adoro ser sua

No palco, dois atores.  Cenario nu, com apenas uma cama de casal ao centro.  Grande, confortavel, propria para todos os tipos de enlaces.
Ao fundo, o som de uma musica.  Freneticas, muito louco dentro de mim.
Personagens, eu, voce, o medo, e o desejo.  Nao me toque, me deixe adivinhar.  Eu sei, era exatamente o que eu queria.  Agora, por entre as minhas coxas, meu doce poema erotico feito em prosa.  Me deixe gozar sem parar, e talvez eu me esqueca.
Voce nao pede, apenas obedece, e assim se faz o mundo.  Dentro, muito dentro, e so coracao.
Mas a plateia espera, e o dia ja se faz claro. Onde foram parar os raios de Sol ?  No ceu de meu gozo em sua boca, so para voce nao me esquecer.  As palavras acendem um fogo que nao se cansa de queimar, para voce todas as dedicatorias.
Ame-me como puder, mas me deixe louca.  Por que, so assim, vou me esquecer do tudo que ja nao e, e me entregar inteira.  Olhando as nuvens do colorido que e querer e saber mais.   Pensando na cor dos seus olhos, e no seu corpo que anseio inteiro.
Fim do primeiro ato.
Voltamos, eu e voce, um abraco, beijo, outro, e me sinto tao mais nua, como se ja nao houvera sido.  Puro erotismo.  Penetre-me bem devagar e me deixe ficar em cima sempre, mais, toda, desejo. Nao quero parar de cavalgar, porque o sonho e muito bom.   Seu corpo suado de prazer e o meu, assim juntos, eu so sei o que e a volupia do seu membro dentro de mim.  Para isso espero, e para isso sou.  E ja nao me importa mais nada.
Sem a certeza, nem meio ou fim, quero voce.  Sem a palavra medo, que passa e brinca, pois meu momento e de risada.  Eventual circunstancia do ser, me deixe ser so inteira.  E voce a meu lado, sempre dentro, para me dar esse momento.
Deixe-me beija-lo, inteiro, como recompensa.  Sussurrar que lhe quero e ficar a seus pes.  E so me entregar, sem queda.  Desde que voce me faca feliz por ser meu, nesse atimo, nessa loucura que e sentir.
Morder seu pescoco e deixar uma cicatriz como testemunha, em comunhao com meus mamilos que pedem seu afago, tudo muito rapido, nada muito lento, eu sou toda poesia.  Muito louco dentro de mim, muito louca dentro de mim.
Deixe-me sentir seu membro em minha boca, tao devagar quanto um gozo que galope leguas, e se faz sentir. Que me de o prazer do estar em voce, agora.  Adoro ser sua.
Adoro ser sua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário